domingo, 14 de junho de 2009

Diálogos Fantásticos V e o Casamento



Novamente, a Vitória com suas histórias... Impagáveis.

Meu irmão se casou no dia 29 de maio, em uma cerimônia linda em Leme. A Vitória foi convidada a ser daminha junto com o priminho Matheus, algumas semanas antes. Começou então a correria para providenciar roupa, sapato, entre outros. No entanto, a maior preparação foi com a Vitória que eu (ingenuamente) achava que poderia abrir mão daqueles segundos de fama e atenção exclusiva. Então, de uma conversa que tivemos, ela concluiu que o tio Rô se casaria com a tia Íris e ela se casaria com o Má. Até aí tudo bem, mas qual não foi minha surpresa quando surpreendo Rodrigo e Vitória no maior dos papos, no qual ela pedia a ele que quando ela estivesse entrando com o Má na igreja a música a tocar fosse:
"- Com quem será, com quem será, com quem será que a Vitória vai casar?
- Vai depender, vai depender, vai depender se o Má vai querer..."


----------------------------------


No dia seguinte, aniquilados com a festança animada da boda, o pior humor era o da Vitória. Indagada a respeito, respondeu:
- Ah, mamãe. Tô títi (triste) por que ninguém disse que eu tava linda. Só uma moça do hotel que eu nem conheço.
Mal eu tinha pensado no assunto, ela se resolveu:
- Mas sabe, acho que eu não ouvi por que eles tavam pensando que eu tava linda e quando as pessoas pensam, as outras não ouvem, né, mamãe???
Resolvida a tristeza e inabalada a auto-estima.


------------------------------------


E na noite passada, com o querido, amado e adorado tio Pedro, íamos para a festa junina, e o tio Pedro tentando conversa:
- Sabe Vitória, a gente podia dançar a quadrilha. Talvez ser os noivos. A gente podia casar, você quer casar com o tio Pedro?
Ela o olhou friamente e respondeu:
- Eu já me casei com o Má. Não posso me casar de novo!


------------------------------------


* A propósito, para que injustiça não seja cometida, todos disseram à Vivi que ela estava linda. Não sei de onde ela tirou essa história de ninguém ter-lhe dito isso.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Que mundo é esse?



Esse vídeo me fez parar para refletir a respeito de uma série de conceitos equivocados que construímos, carregamos e dividimos ao longo de nossa vida.

video

Ouve-se muito sobre a responsabilidade da mídia quanto ao ideal de estética imposto na nossa sociedade. Mas as pessoas nunca se perguntam qual é a sua responsabilidade quanto a esse fenômeno.
Necessário repensarmos nossas opções, nossos pré - conceitos, nossas atitudes e principalmente, aquilo que ensinamos aos nossos meninos e meninas.

Ser ou parecer? Você é quem sabe...